Já faz tempo.Eu sei.

outubro 17, 2010

 Fortaleza. 07 de Setembro de 2010.

      Fui visitar você ontem a noite, encontrei algumas tulipas em seu espaço. Não eram minhas se quer saber.
      Vi um dos seus filhos hoje. Ele está tão bem, mesmo não demonstrando, eu sei que mesmo assim sente sua falta.
      Tio, não fui uma sobrinha muita próxima, mas já fazem cinco anos hoje, que não está aqui, devo admitir que sinto sua falta. Eu me lembro tão bem da última vez que o vi. Estava tão calmo saboreando seu sorvete e rindo com sua mãe, minha avó. Naquela mesma noite soubemos do seu pior erro, transformou sua vida em morte. Eu quis chorar. Vi lágrimas por todos os lados, mas não saia nenhuma de mim. Eu não o conhecia bem, seria por isso?
      Vi você deitado em um caixão, olhei seus olhos, estavam distantes, perdidos, cheios de escuridão. Hoje, escrevendo essa carta, sinto as lágrimas apertarem minha garganta, as lágrimas que eu devia ter derramado por você. Você sabe que amo seus filhos, meus primos, mas isso não impede as escolhas deles, você deveria está aqui, cuidando deles. Por que fez isso com você?
     Deixarei essa carta entre as tulipas, para que assim você possa lê-la e ver que eu me lembro de você.
     Abraços, de sua sobrinha, Elania.
P.s. Poderia dá um abraço no meu primo? Também sinto a falta dele.


(Baseado em fatos reais.)
Pauta para a edição cartas do projeto Bloínquês.
Nota:9,05

16 comentários:

  1. Nossa! Que lindo amoreee!!!

    Sua carta me emocionou muito sabia? Escreveste muito bem. Tá de parabéns!!!

    Lembro quando perdi meu avô. vi todo o sofrimento dele. Nem pude ir ao enterro, pois não estava em condições. Sinto até hoje de não ter me despedido dele, pela última vez.

    Bjos no coração

    Nina

    ResponderExcluir
  2. Nossa, fiquei emocionada :/ e eu acho que, onde quer que ele esteja, ele sentiu o mesmo que eu ao lê-la, ou pelo menos, ao saber de sua existência, pois eu sei que ele sabe.

    ResponderExcluir
  3. obrigada, querida <3
    também vou seguir o teu! :)
    a música chama-se : Ron Pope - A drop in the ocean *

    ResponderExcluir
  4. Devo agradecer o carinho e a emoção que todas compartilham aqui comigo. obg

    ResponderExcluir
  5. Tocante. As pessoas que amamos nunca nos deixam de verdade. Elas sempre estão dentro de nós, vivas em nós.

    beijos, coração.

    ResponderExcluir
  6. Oi Elania,

    Vim te conhecer e que bom, poder partilhar dessa profusão de sentimentos, desse momento.
    É bom refletirmos, sentirmos, trocarmos...

    Adorei seu cantinho e sigo acompanhando ta?
    Amei td por aqui!

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Muito muito bonito esse texto.
    Me emocionei, conheço esse sentimento, chorar depois quando realmente entendemos a realidades das coisas.

    Parabéns Elania, e obrigada pelo carinho com o meu blog :)

    ResponderExcluir
  8. Obg pelo carinho, compreensão. E comentários. bjs queridas.

    ResponderExcluir
  9. Me emocionei, confesso! Ficou muito lindo o texto, dá pra parar e pensar muuito a partir daí.
    Conheci teu blog agora, já estou adorando e te seguindo, bjs!

    ResponderExcluir
  10. seu texto fikou mto lindo, eu realmente adorei e lembrei de quando perdi meu avô á 10 anos atras, eu era nova e nem me lembro mto, mas nuna vou esquecê-lo

    Amei teu blog, to te seguindo

    Beijoss

    ResponderExcluir
  11. OLA
    ADOREI SEU BLOG E ESTOU TE SEGUINDO.
    TE CONVIDO A ME FAZE RUMA VISITA:
    WWW.FLORDELOTUS29.BLOGSPOT.COM
    ME SIGA. VOU ADORAR QUE SEJAMOS AMIGAS
    BEIJOS

    ResponderExcluir
  12. Ana e Giza, obg pelo carinho e comentários :)

    ResponderExcluir
  13. Seu texto me deu nó na garganta, depois uma lágrima atrás da outra, mesmo que no momento eu não pudesse demonstrar, mas meu sentimento é bem parecido com o seu prima. A distância também não me deixou ser tão próxima dele, mas eu me lembro bem das suas brincadeiras - pense como era gaiato-, do jeito tão parecido com do meu pai [até hoje ainda penso isso quando vejo alguma foto]. Continuo sem saber porque tudo isso aconteceu, e nem sei que tipo de sentimento ter, um constrangimento, uma saudade, uma tristeza.
    E lembrar também de outra pessoa querida, a multidão de primos que somos não nos faz esquecer nem sequer um deles, cada personalidade faz falta na imensidão que é a nossa família. Não tô falando da imensidão das pessoas, mas na imensidão do coração que tem cada um, na forma singular de agir de cada um. Amo todos vocês, sinto falta de cada um, e você me deixa frágil por expressar exatamente como Eu me sinto através do Seu texto e do Seu sentimento.
    Love You (Amo vocêS)

    ResponderExcluir
  14. Lindo demais esse texto, mesmo sendo demasiadamente triste.
    Ele me fez lembrar de coisas que aconteceram em minha vida...
    Simplesmente amei. Parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
  15. Ai Elania que lindo! Me emocionei mto!! Quase chorei :D

    ResponderExcluir
  16. Lay, te amo prima <3 , || Ingrid e Marcos obg pelos comentários *-*

    ResponderExcluir

NÃO FAÇAM PROPAGANDAS AQUI !
Desde já, agradeço sua iniciativa para comentar.

 
FREE BLOG TEMPLATE BY DESIGNER BLOGS