Damn words

abril 02, 2011

 São palavras curtas que eu tenho pra te dar, são palavras grossas o que eu tenho pra te dizer. Porque dói, arde, rasga, esmaga, enforca. É a sensação de estar sendo esfaqueada na boca do estomâgo, a sensação desgraçada de ter um ataque cardíaco.
 É aquelas palavras feias que você sempre pensa primeiro quando sente algo mais forte. Sim, você sabe que eu não sou disso. Você sabe bem.
 Mas a aparência da sua face vai e vem na minha mente, a aparência do teu sorriso some, e eu tenho aquela raiva distinta, raiva de mim por você. E então aquelas palavras aparecem novamente. E eu grito, grito alto até que todos me encarem espantados. Eu sou assim, cara.
 Eu não falo, eu grito. Eu não escondo, eu declaro. Eu não sinto, eu sou o sentimento em si.
 Garoto do cabelo curto, com lábios grossos ou finos, nem lembro mais, com aquele piercing na boca ou seria na sombrancelha? Garoto, da marquinha na bochecha, da pinta abaixo da orelha, ou seria perto da curvatura do ombro?
 Tá vendo? É por isso que as palavras vem de novo, porque nem de você eu consigo lembrar. Logo de você. E dói. Dói muito.
-----------------------------------------------------------------------------

Hoje seria o dia 27 do meu desafio, mas resolvi reservar esse espaço pra dizer, que hoje o blog faz um aninho, gente *-*. E eu tou tão feliz, porque isso já faz parte da minha vida, já é minha vida. Agradeço a todos vocês. Beijos e bom fim de semana pra vocês.

30 comentários:

  1. "Eu não sinto, eu sou o sentimento em si."
    Quanta intensidade eu vi aqui derramada entre essas palavras. Foi uma leitura visceral, sem meios termos, e enfatizada pela verdade de ser. Foi muito bonito isso viu moça?!
    Não digo a dor que encontrei paulatinamente entrelaçada por esses traços, mas a arte literal, ah, isso sim foi muito lindo.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  2. Enfim. Sem muitas palavras.
    Fiquei abismado. Sinto essa dor vez ou outra!
    =/

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  3. Quando a gente se da conta que está esquecendo de coisas que nunca pensamos que poderiamos esquecer, isso irrita, irrita de verdade.
    Amei o texto! *-*

    Beijinhos, se cuida s2

    ResponderExcluir
  4. Oiii, achei seu blog super interessante, estou te seguindo, me segui também :) beijossss

    ResponderExcluir
  5. Nossa, foi bem pesado e carregado esse texto.
    Mas a sinceridade em si já é pesada.
    Admito que senti uma negatividade, sabe? o resultado de uma frustração, não sei. Mas é necessário expulsar essas malditas palavras de dentro da gente às vezes. Admitir que esqueceu o que não deveria ter esquecido.. ou deveria, mas não queria.

    Feliz aniversário de blog *--*
    o meu tbm tá pertinho de completar um ano HAHA'.
    tudo de bom pra vc, bjos.

    ResponderExcluir
  6. gostei muito do blog, e já sigo a risca ,
    e Parabéns pelo 1 aninho , e que venham mais *-*

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia o blog, mas agora estarei sempre aqui. Adorei muito o texto, você escreve muito bem.
    Parabéns pelo 1 ano de seu blog. *-*

    Beijos. s2

    ResponderExcluir
  8. O texto é muito bonito,mostra como as vezes esquecemos de tantas coisas,mas as palavras sempre ficam marcadas conosco.Ah,e parabéns pelo 1 ano do Blog,que continue muitos anos escrevendo ainda.

    ResponderExcluir
  9. Primeiro de tudo, parabéns por um ano de blog *-* O meu está relativamente perto de fazer um ano, e já tô super emocionada UIHSIDUHISUA

    E bah, como eu queria esse lembrar quase esquecendo quando eu sofresse. Seria muito fácil, se eu quisesse lembrar e não conseguisse, evitaria muita dor no passado.

    Belo texto, beijos ;*

    ResponderExcluir
  10. É uma dor, que aaah... se silencia, que grita, que chora mas que sacode. Não sei bem descrever. :\ Sinto-me inutil diante das palavras que andam me ausentando. Beijo

    ResponderExcluir
  11. - oooi :) .. to passando pra dizer que tem um presentinho pra você aqui > http://juliane-bastos.blogspot.com/2011/04/desde-04042010.html < .. é de agradecimento por fazer parte da história do meu blog. obrigada por tudo, beijos :*

    ResponderExcluir
  12. É, concordo com o que tu disse lá no meu blog, que as amizades e o tempo nos definem, e nos fazem ficar vivo... Mas as vezes a gente morre e nem sequer lembra! Esse é o problema, ainda bem que percebi antes de morrer!

    ResponderExcluir
  13. Amei o post!

    Amei seu blog flor, estou te seguindo!

    Segue tbm?
    http://nossoglamour.blogspot.com

    Beijo Grande!!

    ResponderExcluir
  14. Que texto maravilhoso! Adorei o blog ! Estou te seguinto e te convido a conhecer o meu cantinho! bjinhus

    ResponderExcluir
  15. "Eu não sinto, eu sou o sentimento em si." É assim que me sinto, um exagero quando se trata de sentimento. Por mais fofo que seja no começo, dói pra caramba no fim. Ô se dói! Amei o texto, ficou maravilhoso.
    Parabéns, e que tenha ainda vários e vários anos de blog, viu. Sucesso!

    ResponderExcluir
  16. Parabens ,e o texto está ótimo.

    ResponderExcluir
  17. owwwn! UM ANO! que lindmmss *.*
    parabéns atrasado ;D

    e muito lindo o texto

    ResponderExcluir
  18. Parabéns pela determinação com o blog, Elania. Espero ver você sempre neste rumo! Quanto ao post, acho sempre muito interessante a forma dinâmica como abordas o tema - este, por exemplo, ficou muito bom! Realmente, há coisas que devem ser postas para fora - "Aqui dentro, não dá. Dói mais e o meu coração não é filho de fortaleza."!

    Tem selinho para você em meu blog. Não esquece de ir lá, buscá-los. Beeeeeeijo!

    ResponderExcluir
  19. Belo blog, estou lhe seguindo :D Visite-me :http://enterresuavida.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  20. Amei o texto e mais ainda de saber do 1 ano de blog,parabéns queria,que venham mais \o/

    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Que venham mais anos e anos pela frente, palavras e mais palavras...

    beijos azuis

    ResponderExcluir
  22. Primeiro capítulo postado (até que enfim) ^^ :

    http://cerezaambulante.blogspot.com/2011/04/angel-from-my-nightmare-cap-i.html

    Se puder ler :)
    Beijos

    ResponderExcluir
  23. deixo ninguém curioso não moça SHUAHSUAUSHAUHSUHAUSH.
    logo logo tem mais ^^

    Beijos

    ResponderExcluir
  24. "Tá vendo? É por isso que as palavras vem de novo, porque nem de você eu consigo lembrar. Logo de você. E dói. Dói muito." Gostei demais, como sempre!

    Beijos, linda.

    ResponderExcluir
  25. Que intensidada há nesse texto, adorei, muito bom a forma como você escreveu me prendeu até o ultimo ponto, cada palavra e frase simplesmente ótimas, adoro textos intensos assim que demonstram o que o autor esta sentindo enquanto escreve. Beijos :*

    ResponderExcluir
  26. AAA amor, parabéns pelo 1 ano de blog! O seu é bem mais velhinho que o meu, awn KOPSKOPAS *o*
    http://prontaparacrescer.co.cc

    ResponderExcluir
  27. Elania, parabéns! Que as suas palavras tenham sempre um tuntuntun advindo do coração e que faça emocionar ainda mais pessoas. (:
    Gostei desse trecho em especial: "Eu não falo, eu grito. Eu não escondo, eu declaro. Eu não sinto, eu sou o sentimento em si." E espero que as damn words se transformem em sorrisos lindos vindos de gestos e atos fofos do amor.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  28. Parabéns pelo 1 ano de blog :)
    E sobre o texto, forte! E eu gosto muito disso.

    ResponderExcluir
  29. Parabéns pelo um ano de blog. Que suas palavras continuem a nos encantar por muito tempo.

    Beijos

    ResponderExcluir
  30. Parabéns! Um ano de blog pode parecer pouco pra quem já tem três, cinco, mas pra nós, donas, é muito, é tudo.

    Escreveu pra mim, de mim, sobre mim
    Me diz que sim.

    ;*

    ResponderExcluir

NÃO FAÇAM PROPAGANDAS AQUI !
Desde já, agradeço sua iniciativa para comentar.

 
FREE BLOG TEMPLATE BY DESIGNER BLOGS