Presa no presente

janeiro 11, 2012


 Tenso seria se eu soubesse o que escrever aqui. Certo, beleza. Não sei. Não sei mesmo. Parece que algo quebrou na minha cabeça. Algo pesado e concreto. Eu. Euzinha
 Perdi-me e encontrei-me diversas vezes, que até cansei. Deitei a cabeça no travesseiro sem conseguir dormir. Fiquei acordada a noite toda. E sabe-se lá o que me deu... acabei me apaixonando. Acho que é a coisa do "não poder ter". Tem hora que eu preciso parar e perguntar 'Que é mesmo que eu tou fazendo?' Quer saber, nem eu sei, talvez seguindo, talvez eu esteja extasiada.
 Ai eu percebi que o ano já acabou, hoje já é 11 e olha lá, é aniversário do Bruno... por que eu tô citando isso mesmo? Poxa, eu nem conheço o Bruno direito... mas ele foi um dos primeiros que vi nas primeiras horas de 01/01/2012. E sabe, abraçar alguém, mesmo aquele alguém que está no seu círculo de amigos, mas você conhece pouco, já é um passo, não é? É. E volto de novo, eu disse que algo quebrou na minha cabeça. Olha aí. Eu citando NOMES , eu nunca faço isso, nunca. "Nunca diga nunca."
 Acho que minha loucura tem nome e sobrenome. Acho que quem quebrou minha cabeça, tem endereço fixo, número de celular e um facebook. Eu não acho não, tenho certeza mesmo.
 Chega ! Caramba, chega. Eu preciso deitar na cama e dormir, isso mesmo, dormir. O silêncio me basta, mas as coisas que povoam minha cabeça - as coisas não, seria melhor dizer v-o-c-ê - me atormentam, não no sentido ruim da palavra, mas de uma maneira que não dá pra desviar... não dá mesmo.
 É, acho que o problema é esse, a minha cabeça quebrou, eu perdi alguém e acabei me apaixonando por quem eu não vou ter. ( Só não vou dizer nunca, porque, bem, porque é como dizem 'nunca diga nunca'.)

 

21 comentários:

  1. Nunca diga nunca. Concordo demais, e, nossos pensamentos sempre sobrevoando mais a noite, incrível. Beijos, Elania, senti sua falta lá no blog!

    ResponderExcluir
  2. adorei demais o texto, retratou ,muito bem a confusão de alguém apaixonado...
    http://saiadeflorbm.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. É Elania, até que enfim saí de um momento perturbador igual ao que você vive. E digo, isso é totalmente uma loucura. É horrível não conseguir sair do lugar, buscando explicações para pensar tanto em algo, ou alguém, assim. Tive sorte disso ter passado por mim, ou não.

    Beijão!

    ResponderExcluir
  4. Esse sentimento quase sempre nos tira o sono e nos deixa quase maluca, eu sei, ás vezes é irritante, ainda mais por alguém que achamos que não vamos ter. Mas quem sabe você esteja errada, quem sabe dá certo.


    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Acho que sei como é isso,toda mulher sabe.De noite ficamos pensando nele e de dia ficamos sonhando com ele.

    ResponderExcluir
  6. KKKKKKKKKKK QUE FOFURA DE TEXTO! PQP
    Perfeito, fiquei rindo aqui e comparando com outras meninas de livros que passam por minhas mãos, é perfeito.
    Eu, graças ao divino, não compartilho desse momento, não mais, não por enquanto, e embora pareça impossível, a gente tem mesmo é que lutar pelo que nos faz feliz, por quem a gente quer ter ao lado, mesmo que isso seja quase utopia dentro das nossas ações, temos que fazer algo, senão o tempo passa, e as pessoas também.
    Beijo, Elania, tava com saudade de você por aqui viu? :D

    ResponderExcluir
  7. Adorei! A gente sempre fica assim, e a gente escreve/faz coisas que NUNCA imaginamos que faríamos... nunca diga nunca :D

    ResponderExcluir
  8. Que conselho eu poderia lhe dar além de "Nunca diga nunca"? A frase pode parecer meio clichê, mas é bem verdade.

    ResponderExcluir
  9. Também não digo nunca, mas tome cuidado com esses amores porque "você não pode ter". Sofri com dois desses, durante anos da minha vida. Mas sempre siga se apaixonando.

    Um beijo

    ResponderExcluir
  10. Olá, Elania. Fiz um apelo lá no blog, um pedido de ajuda. Será que poderia dar uma olhadinha? Obrigada!

    ResponderExcluir
  11. E então a gente fica sem dormir direito, sem vontade de conversar, até que nem olhamos mais para o céu quando está de dia...

    http://bruna-morgan.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Achei seu texto tão leve! Conseguiu torná-lo descontraído e eu adorei isso. Essa coisa de querer quem não podemos ter... sei como é isso. Mas sabe, em alguns casos as coisas mudam tanto que ele acaba se tornando bem possível. Bom, caso meu... nem sempre isso acontece, mas espero que com você seja como foi comigo!

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. aahh se apaixonar pela pessoa errada hun?
    gostei do texto ;D

    ResponderExcluir
  14. Oi :) comecei um blog a pouco tempo. Por favor deem uma olhada nele, se gostarem comentem e sigam. Obrigada *-* http://confissoesdeumafalsacinderela.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. Parabéns! Já vim em seu blog algumas vezes e garota, gosto da maneira como escreve. Me prende e isso é bom. Muito bom.
    Quando a cabeça quebrada... bem, todos nós quebramos as vezes não é mesmo.
    A paixão nos envolve e mesmo que digamos que estamos sofrendo, queremos sentir mais disso. É por isso que nos entregamos as dores que essa cabeça quebra nos proporciona.

    Parabéns pelo blog.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  16. Gostei bastante da sua forma de escrever, quando agente percebe o texto já acabou,estou seguindo, ér minha amiga, apaixonou agora ferrou, eu te desejo sorte! Ficaria muito grata se me visitasse,siga se gostar:
    http:/fazdecontatxt.blogspot.com
    Sucesso!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  17. Nunca sei em qual blog comentar, menina. Qual você usa mais?

    Amor, paixão, tudo que envolva gostar é complicado demais e juro que se não fosse um desastre nesse departamento também daria um conselho sabe, mas ajuda muito quem não atrapalha, né?

    Depois de tempos eu venho aqui também dar a minha opinião sobre Desventuras em Série: O ponto forte do livro é a narrativa, sempre engraçada e com algumas referências envolve, apesar de bem bobinha. O que eu não gosto é que o autor insiste muito na repetição dos talentos do personagem principal, isso acaba me entediando.

    No geral os livros são bons, são bem inocentes as vezes, mas bons. O que atrapalha um pouco as vezes são uns pequenos detalhes.

    ResponderExcluir
  18. O Diário é errado, a menina é cheia de uma atitude inesperada e está presa no presente - não vive de passado nenhum e o futuro não atormenta, então, por que nunca, por que não? Hahaha.
    Não sofrer com as possíveis recusas que a mente tanta imagina e teme, acho que é uma boa para a personagem do texto e... acho que também é uma boa pra mim, porque a minha cabeça também quebrou e isso também tem nome e sobrenome... ):
    Beijos, Elania, saudades de ti!

    ResponderExcluir
  19. Olá, parabéns pelo seu blog, venho aqui para divulgar a minha loja virtual, onde você pode encontrar tendências de Londres, não custa nada dar uma olhadinha entre e confira, você vai se apaixonar. http://boutiquevintage.tanlup.com

    ResponderExcluir
  20. Ah, é tenso.
    Nunca diga nunca, mesmo³
    Mas me pergunto, por que ele é alguem que você não vai poder ter? :/

    Como já faz tempo que você postou isso, as coisas podem ter mudado por aí, hm.

    Achei seu blog hoje e estou seguindo, ok? ^^
    Beijos :*

    ResponderExcluir
  21. Gente, nunca vi vc escrevendo dessa forma... achei legal pra caramba \o/ apesar de trágico...
    Porque estar gostando/apaixonada/confusa/enrolada/e tudo mais é uma coisa trágica quando não é o que deveria ser, ou aquilo que você acha que deveria ser...
    E certo, vai dormir, ler, assistir TV ou fazer qualquer coisa pra esquecer de quem vc não deveria tá lembrando u.u
    aushaushshushusuh
    olha.. fique feliz, não triste. Sofrer é ruim, mas só sofre quem vive.. e viver é bom... é como dizem: "vale a pena tá vivo, nem que seja pra dizer que não vale a pena tá vivo, mas vale a pena tá vivo"
    bjs bjs :*

    ResponderExcluir

NÃO FAÇAM PROPAGANDAS AQUI !
Desde já, agradeço sua iniciativa para comentar.

 
FREE BLOG TEMPLATE BY DESIGNER BLOGS