Eu comecei a me detestar.

fevereiro 14, 2012

 Desculpa mãe, pai, irmã, família e amigos. Mas EU NÃO PRESTO. Eu vivo dizendo que tenho juízo, que sou 'boa', que sou altruísta demais. Mas eu não presto, talvez eu seja uma psicótica de meia categoria e não saiba disso...
 Digo que sou fria, mas sinto demais. Digo que sou cruel, mas me machuco também. Digo que sei lidar com pessoas, mas na maioria das vezes perco a paciência com elas. Digo que não tenho preconceitos, mas acabo tendo preconceito com quem tem preconceito... Digo que quero respeito, que amo a natureza, meus pais, meus amigos... mas eu nem sei ao certo se me amo. Eu acordo, encaro-me por um instante e finjo não saber quem sou, mas é aí que tá, eu sei muito bem quem eu sou, o que sinto, o que quero, e me entendo perfeitamente bem, mas eu fujo de mim, fujo do querer entender-me e acabo nunca admitindo que sei demais de mim.
 Vou repetir novamente EU NÃO PRESTO. Acho que me conhecer foi meu pior erro. Como o Rodrigo disse ( e que se dane, caso eu esteja expondo alguém.) : "Como você quer ajudar as pessoas se nem tu se entende?" Meu querido, meu querido, eu sei fingir muito bem, sei ser forte o bastante, e sei ser fraca também, admito quando erro, e de vez em quando bate um orgulho ou falta de jeito mesmo. Meu querido, talvez eu queira mentir para mim e para os outros dizendo que não me entendo, mas me entendo perfeitamente.
 Eu sou rabiscos, confusão, canetas mordidas, histórias inacabadas, coisas mal resolvidas, eu sou metade do que realmente quero ser, eu amo quando quero, eu ignoro. Mas quando tudo se choca, aí, aí eu não sei como lidar comigo, porquê tudo escapa das minhas mãos, até eu mesma me escapo. Escandalizando, não sendo amiga, brigando, falando merda. E aí fica a dica novamente EU NÃO PRESTO. Ponto final.



Ps. Alguém tem algum layout para me presentear? Estou indo nos blogs ver as atualizações, saudade demais de estar mais presente por aqui gente. Mais presente no blog de vocês também. Explicando um detalhe sobre a postagem anterior : Foi bem dramático, mas eu quis que soasse assim, mas eu estou bem, como acabei desabafando aqui, eu sei lidar comigo e com o que sinto... Me desculpem...

21 comentários:

  1. Eu te entendo perfeitamente, sou assim ás vezes, sou boa, educada e digo que não sou preconceituosa, mas ás vezes penso demais em mim, ás vezes sou tão fútil que chega a ser insuportável e ainda tenho meus preconceitos. Estou procurando não ser a garota de histórias inacabadas, estou tentando chegar até o fim naquilo que decido fazer, aprendi na marra que não dá pra perder tempo com as minhas infinitas indecisões :/

    Te agradeço pelos comentários no blog *-* E eu não tenho nenhum lay não,só sites que sei que tem lay's bonitinhos, rs. Espero te ver sempre por aqui de novo ><

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Pois eu TAMBÉM NÃO PRESTO! E, sinceramente, fico me perguntando se há alguém que preste, simplesmente faço coisas que não quero fazer pra não magoar os outros, reprimo coisas que estão pulando da minha boca porque não é convencional dizê-las, deixo que o costume seja meu companheiro, apesar de saber o quanto o quero longe, faço uma grande confusão de mim, e tenho o prazer de montar cada pedacinho dela, sem nem perceber. Concordo com a Jeni, tenho que parar de ser TÃO indecisa, porque decisão nunca foi meu forte, não nas coisas tão relevantes, e às vezes nem nas mais simples.
    Adorei DEMAIS esse texto, estava com saudade de me identificar tanto com o que tu escreves, Elaina, tava com saudade de tu por aqui e lá no blog também, espero que tu faças mais desses, tava precisando de um "se toca", tal qual esse texto me trouxe.
    Vixe, quanto ao lay, eu não acho que posso te ajudar, os meus são sempre aquelas bagaceiras que eu só personalizo com os modelos do blogger mesmo e ora amo, ora enjoo. Enfim, qualquer coisa, estou por aqui. Beijo! ♥

    ResponderExcluir
  3. Eu sou um paradoxo, assim como você. Há momentos que me entendo perfeitamente e me faço de boba, há outros em que é o contrário. Lendo seu texto eu meio que senti que eu tinha escrito aquilo sobre mim mesma, de tanto que me identifiquei.

    Ah, eu tenho um lay pra vc, mas não sei se vai gostar. :x

    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Não é que as pessoas não prestam. É que, ainda bem, começa a consciência do não-maniqueísmo. Ninguém é bom ou mal, literalmente. A gente sempre guarda os dois, por dentro. Solta quando acha necessário.

    ResponderExcluir
  5. "Acho que me conhecer foi meu pior erro." Não sei, mas estando na obscuridade a sensação de felicidade ou de to-de-bem-com-a-vida é uma coisa meio falsa. Quando se conhece vc quer ser feliz, mas quer ser feliz com mérito, pois vc tá se encarando, enxergando o monstro que é por dentro (pq por dentro a gnt quase sempre é uma coisa esquisita) e conseguindo sorrir msm assim... acho mais real.
    Vc presta sim, cara ahushuasuh.. que isso u.u
    Vc é um ser humano. Falar uma coisa e agir de maneira diferente? normal, normal... sem grilo. Às vezes quem vc acha que é bom na verdade sente o mesmo que vc... Só que vc tem coragem de admitir. Isso é bonito.
    E poxa, to querendo fazer um layout pro meu blog tb, mas a criatividade tirou férias kk
    Mas enfim, gostei do desabafo. Beijo!

    ResponderExcluir
  6. Elania, esse sim é um verdadeiro desabafo. Mas saiba, o bom de ser é exatamente ser, seja o que for. E doa a quem doer.

    ResponderExcluir
  7. Independentemente de como você se veja, o importante é se aceitar. O importante é não tentar agradar os outros, mas sim a si mesmo.

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Hum, somos todos uma metamorfose ambulante, não?
    O seu texto me deixou com mil e uma dúvidas. Será que somos o que pensamos quando deitamos a cabeça no travesseiro? Será que somos o que agimos em situações de risco? Será que somos tudo isso junto, tudo isso perdido no meio do espaço, tudo isso que cons-tan-te-men-te passa por mudanças e uma hora se ama, outra se odeia e no resto vive esquecendo disso tudo?
    Bem, acho que confundi tudo! HAHAHA Mas enfim, você presta sim, justamente porque você se importa. Você se importa com os outros e eu nunca vi vilão nenhum falar que não presta, haha.
    Pelo menos de todas essas divagações você se entende, você vive intensamente. E isso é o que muitos almejam.
    -
    Elaniiia não tenho nenhum lay, tava até querendo mudar meu brógui também... E ah, não fica muito longe porque você deixa saudades en la blogosfera :(
    P.S.: você assiste Once Upon A Time, né? Estou suuuper viciada na série, oh gosh!

    Beeijos!

    ResponderExcluir
  9. As vezes me pergunto: Sou um monstro? ou isso é só ser um ser humano?

    Você presta sim, é um ser humano completo, com todos os defeitos e cheia de uma atitude inesperada.

    Também to sem layout, é uma coisa hehe.

    ResponderExcluir
  10. Já passei, aos trancos e barrancos, dessa fase. O segredo é ponderar, tentar ter mais calma, mesmo parecendo impossível.

    Um abraço.
    ;)

    ResponderExcluir
  11. Eu sou bem assim, e acredite, acho a coisa mais normal do mundo.

    ResponderExcluir
  12. "Porque deveria eu pelos outros sofrer quando ninguém por mim irá suspirar?" - Lord Byron.
    Pense um pouco nisso. Parece que todo mundo quer exigir de você algo, só falam e falam.

    -----
    Talvez eu faça continuação sim, rs.

    http://bruna-morgan.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. eu não presto também, bem que eu queria, mas não.

    ResponderExcluir
  14. Flor, dá uma apoio lá no meu post, preciso de sua opinião se for possível claro...qual a próxima MYcolor?

    http://la--lullaby.blogspot.com/2012/02/mycolor-pink.html

    Aguardo sua presença S2
    Malena

    ResponderExcluir
  15. Então fazemos parte do mesmo grupo! Sempre quero passar pro mundo a imagem de mim que eu gostaria de ser, mas na verdade eu me conheço e sei o que realmente sou. Talvez como você disse, sou metade do que gostaria de ser.
    Adorei o texto!

    ResponderExcluir
  16. O mais difícil de se entender é olhar no espelho e se reconhecer. Nunca sabemos ao certo o que é amar nem odiar de verdade. Certas palavras são impossíveis de se conhecer... Como o impossível...
    Maravilha de texto, meus parabéns! E de Fortaleza! Fico feliz!

    ResponderExcluir
  17. Você não presta, mas seu post presta, rsrsrsrs. Adorei o que escreveu. Faz um tempo que venho pensando em postar ao mais ou menos assim em meu blog. Hey, você tem três neah? Qual é o seu favorito e o que posta com mais frequência?

    ResponderExcluir
  18. Que bagunça! Mas todo mundo é uma. Quem se entende de verdade? Quem entende todo mundo?

    É difícil e um lento processo. Vale respirar, contar até dez e tentar de novo.

    Estou me reativando no mundo dos blogs, então, até mais ver!

    ResponderExcluir
  19. "Acho que me conhecer foi meu pior erro."
    no fundo ninguém realmente presta.

    ResponderExcluir
  20. Todos nós prestamos do nosso jeito... ninguém é santo, não é? Sinto sua falta por aqui também.

    Respire fundo, Elania.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  21. Pois é, me identifiquei por completo com esse texto, e com boa parte dos outros.

    ResponderExcluir

NÃO FAÇAM PROPAGANDAS AQUI !
Desde já, agradeço sua iniciativa para comentar.

 
FREE BLOG TEMPLATE BY DESIGNER BLOGS